CASE ESTRATÉGIA: JOIN FRANQUIAS

Como ter trabalho no mundo que não terá emprego? Não me recordo exatamente se este era o nome de um evento ocorrido no final da década de noventa ou início dos anos 2000 (não me lembro com exatidão). O fato é que um amigo de faculdade, coincidentemente ou não hoje meu sócio, me emprestou uma fita VHS em 2003 e me disse para assistir com atenção essa palestra. Talvez muitos dos que estão lendo esse texto nem saibam o que é uma fita VHS. Eu, com 36 anos, usei muito o aparelho de videocassete comprado pelo meu pai na década de 90. Naquela segunda-feira, em vez de assistir algum dos diversos filmes que alugávamos em locadoras (tínhamos que rebobinar as fitas antes de devolver para não sermos multados), assisti com muita atenção aquelas quase duas horas de palestra. Não cito aqui o nome do palestrante pois não me recordo, mas posso dizer que ele mudou, naquele instante, a forma com que resolvi seguir minha vida. Comentei com meus pais ali, aos dezoito anos, que gostaria de empreender! Sempre fui apoiado em minhas decisões! Apesar de ter pais que poderiam ser meus avós, a mente deles sempre foi muito aberta para aceitar minhas ideias.

Desde então, caminhei incessantemente pensando nesta direção! Era sonho, virou objetivo e a vida me ensinou que tudo isso era diferente de ter uma meta. Então ok! Quero ser dono de uma agência de turismo até meus 25 anos! E poder pegar minhas contas através dela, é claro!

Em março de 2009, aos 24 anos, um café da manhã despretensioso com outro amigo de faculdade, consolidou de uma vez por todas o rumo dessa história. Vamos abrir uma empresa! Foi a decisão que tomamos naquele momento. Rumamos ao Business Plan e juntos tínhamos módicos R$10.000,00 para começar! À época não era pouco, mas também nada que nos desse ao luxo de contratar um colaborador ou mesmo uma sala muito ampla. Recebemos algumas doações de móveis, e suamos muito a camisa! A empresa que não tinha nome, se transformou em JPM Viagens, iniciais dos nossos nomes (João Paulo e Marcio), nome sugerido pelo meu pai, Fernando, um dos maiores entusiastas e apoiadores do negócio. A partir de agosto daquele ano entendemos que não há uma linha reta entre o seu ponto de partida e o sucesso. São muitas voltas, muitas curvas, muito suor, por isso muitos, para não dizer a maioria, ficam pelo caminho. A taxa de “mortalidade infantil” das empresas no Brasil segue muito grande, apontam os números do SEBRAE. Aprendemos o que é ser o “último da fila”. Naquele momento mais difícil, não há ninguém atrás de você, disposto a te suportar, entretanto, o caminho precisa ser percorrido.

Entre momentos bons e ruins, sucessos e fracassos, vitórias e derrotas, podemos dizer que prosperamos! Fizemos 10 anos no momento que podemos considerar o melhor da nossa história, o melhor ano de nossa vida profissional. Tudo no lugar! Planejamento estratégico bem desenhado, equipe madura e longeva, produtos próprios bem montados, uma sede confortável e bem localizada! Nada pode nos deter, certo? Errado! Se em fevereiro deste ano que está perto do fim (2020), alguém chegasse para você e dissesse que um problema que começou do outro lado do planeta literalmente pararia o mundo você acreditaria? Eu não!  Naquele mesmo mês de março, quando onze anos atrás, tudo começou, nos vimos totalmente paralisados! Praticamente todos os mercados sem faturar, esperando o que está por vir, enfraquecidos, imaginem o turismo. Fronteiras fechadas, aeroportos fechados, o mundo em casa. O que fazer? Trabalhar e muito! Esse sempre foi o melhor remédio. Essa trajetória me ensinou que tudo que criamos é pautado em 90% de transpiração e 10% de inspiração! Minha professora de redação da sétima série não estava mentindo para mim quando eu não conseguia avançar além do primeiro parágrafo! Ela repetia isso incessantemente, eu achava insuportável, mas certamente foi um dos maiores ensinamentos que tive no colégio, válido não só para escrever textos, naturalmente! Desde 2017, passamos a investir em práticas de gestão, passando por áreas como ESTRATÉGIA, GERENCIAMENTO DE PROJETOS e MARKETING ESTRATÉGICO. Estes modelos de melhores práticas, tem sido um fator crítico de sucesso para nosso crescimento, expansão e principalmente AGILIDADE no processo de decisão. O conceito de estratégia contemporânea, está voltado para capacidade de responder com eficiência às mudanças impostas pelo cenário externo de mercado. Nos últimos dois anos desenvolvemos competências importantes para aplicação destes conceitos

Depois de transpirar muito, entendemos que nossa missão de impactar a vida das pessoas é muito maior do que realizar apenas venda de viagens! Vendemos experiências, e por que não encontrar pessoas que estejam dispostas a embarcar com a gente nesta jornada incrível que é empreender!? Assim surgiu, no meio da maior crise que o mercado de turismo já viu, a JOIN FRANQUIAS. Um modelo de franquia totalmente diferente, que permite ao profissional que deseja empreender a oportunidade de começar seu negócio com baixíssimo investimento, contando com todo suporte e estrutura física e tecnológica!  Naturalmente, tirar este projeto do papel neste momento não foi fácil, por isso contamos com um sócio investidor que acreditou muito no projeto e por conta dele se tornou realidade.

Nosso objetivo é encontrar pessoas que se identifiquem com a nossa filosofia de trabalho, que possuam os nossos valores e principalmente que estejam muito dispostas e empreender, contando com todo suporte necessário para que as “cascas de banana” possam ser retiradas do caminho.

Junte-se a nós, JOIN US!

× Como posso te ajudar?